LOGIN DE MEMBROS

Fundo
 
Facebook
Instagram
YouTube
MEO Kanal
Twitter
PRÓXIMAS ACTUAÇÕES
Não há actuações brevemente
SEGUE-NOS NO FACEBOOK
CD PARA LÁ DOS PALCOS
Para lá dos palcos
NEWSLETTER TEUP
Para subscrever a nossa newsletter por favor introduza o seu e-mail:
NOTÍCIA
III Terras de Cante
7 Novembro 2005

Tudo estava preparado para sair um pouco atrasado relativamente ao que estava estipulado. A culpa devia ser colocada no FEUP Caffe Halloween que reteve muita gente, como no caso de alguns que aterraram no cómodo sofá da nossa sala.

A viagem começou e o transporte cedido gentilmente pela Câmara Municipal do Porto cedo começou a uma peculiar sinfonia, levando quase à loucura de quem estava sentado por cima do motor, é claro que isso não dissuadiu os espíritos tunantes dos intervenientes. À chegada a Lisboa o transbordo mostrou-se algo difícil, e chegamos à conclusão da utilidade das passadeiras em vias com 3 faixas.

O expresso que nos levou ao destino primou pela companhia dos utentes e de outra tuna, isso e os relatos...quem diria que uma viagem destas tem tanto para descrever...

A chegada a Beja começou com a visita guiada pela residência que nos iria acolher, na companhia das nossas guias. Mas como o dia ainda tinha muito para dar ainda houve tempo para vermos as outras tunas e aliviar as gargantas secas.

O dia de Sábado teve um peculiar almoço, digno das melhores apreciações, que consistiu essencialmente num elevado teor de grão-de-bico. De seguida fomos para o PassaCalles e mais tarde para a serenata, que tal como o resto do certame, decorreu no CineTeatro “Pax Júlia”.

Mas o momento mais esperado havia chegado, e após afinamentos e aquecimentos marchamos para o palco. Começamos com o “Só um beijo” e daí seguimos entre palmas e divertidas apresentações. No final o público deu-nos a maior recompensa, com as suas ovações, e recebemos também o convite para o próximo Terras de Cante.

A noite, ainda jovem, deu ainda para passar pela discoteca, sendo já o regresso acompanhado de uma luminosidade muito característica.

A viagem de volta foi bem mais calma e apesar de alguns desencontros, o que predominou foi os peculiares instrumentos de quem descansa.

Finalmente, era já noite cerrada quando chegamos à nossa casa, e apesar do cansaço esperamos estar no próximo “Cante”.

Ficam os nossos parabéns à tuna universitária de Beja pela organização e os votos de um reencontro breve.